Depois de quase 20 anos os adeptos e simpatizantes do mundo do futebol voltaram a ver um Sporting cheio de talento, mas acima de tudo, começaram a ver um sporting com muita garra, com uma força de vencer enorme e com uma liderança excelente.

Em 2019/2020 o plantel valia 173.53M e os objetivos conquistados foram: o apuramento para a Liga Europa, o 4ºlugar na 1ºLiga Portuguesa (com os mesmos pontos que o Braga), as meias-finais na Allianz Cup, a 3ª eliminatória da Taça de Portugal e conseguiram ainda chegar à final da Supertaça. Já em 2020/2021 o plantel vale 168.40M (o valor do mesmo diminuiu 5.13M) e está isolado na liderança do campeonato, podendo assim apurar-se para a Liga dos Campeões.

Um dos maiores investimentos do Sporting (se não o maior) foi o seu treinador, Rubén Amorim que decidiu apostar nas camadas jovens e chamar vários jogadores muito jovens para fazerem parte do plantel principal e poupando assim também os gastos feitos em compras de jogadores. Num dos anos que menos investiu, o Sporting é o 3ºclube com maior valor de mercado da Liga NOS.

Na época de 2019/2020, o clube de Alvalade investiu em 19 jogadores, dos quais 6 eram das camadas jovens. Já em 2020/2021, o investimento foi feito em 15 jogadores, dos quais 5 eram da camada jovem.

Terá sido Rúben Amorim a peça que faltava para o Sporting começar a ser bem sucedido nos objetivos que a direção propunha?

Temos que dar a mão à palmatória pois o Sporting que temos visto a jogar nesta época, é um Sporting muito tranquilo na sua forma de jogar e conseguimos ainda perceber que todos os jogos são muito bem estudados, especialmente as partes mais fracas de cada adversário

Ânia Milhinhos 26-03-2021